Textos

O CAOS
Quando o vento
Parar de soprar
Não sobrarão vidas
Sobre a face da terra

Folhas e frutos secarão
Um caos que ninguém
Poderá lamentar
O mar ficara calmo como a lua

O sol queimará ardentemente
A terra seca e sofrida
Pois o tão abençoado vento
Não soprará para livrar a terra
Do seu sofrimento
Elivaldo Pereira
Enviado por Elivaldo Pereira em 12/02/2008


Comentários